Se você tem cursos feitos em Flash no seu LMS, é melhor ficar atento!

Se nos treinamentos da sua empresa ainda existem cursos feitos em Flash, em breve você vai começar a ter dificuldades para disponibilizá-los aos colaboradores. Fizemos este artigo para te explicar melhor essa situação.

Já faz alguns anos que escutamos da Adobe que o Flash não terá mais atualizações e, ao que parece, o programa já tem data marcada para parar de ser distribuído: dezembro de 2020.

Dando um empurrãozinho ainda maior para o Flash chegar em sua reta final, o Google vem divulgando já faz um tempo que fará o bloqueio do Flash Player direto no browser deles, o Chrome.

A gigante da tecnologia justificou que isso acontecerá por conta das falhas de segurança que o Flash Player apresenta, o que, inclusive, contribuiu para deixar essa tecnologia defasada e distante do mundo mobile. Para você ter ideia, hoje nenhum smartphone ou tablet tem essa tecnologia disponível, o que com certeza ajudou a inviabilizar a sua continuidade no mercado.

E o que isso tem a ver com os seus treinamentos mais antigos? Simplesmente TUDO a ver!!!

As empresas que já têm uma cultura de e-learning mais antiga, provavelmente ainda possuem um legado de treinamentos que foram desenvolvidos usando Flash, e daí podemos ter dois casos críticos:

1º - Você talvez não consiga dar manutenção a esses projetos antigos

Isso pode ocorrer porque as consultorias provavelmente deixarão de usar o Flash. E aqui cabe um adendo: a Adobe não realizará mais atualizações do Flash, o que não quer dizer que ele deixará de existir ou funcionar nas máquinas de quem já têm o programa. O que provavelmente vai acontecer é que para algumas empresas, manter a licença do software não fará sentido e ele cairá em desuso.

2º - O maior dos problemas, será com os browsers (navegadores)!

Se não for realizada uma atualização dos treinamentos em Flash, quando o Chrome remover o suporte para o Flash Player, diversas pessoas abrirão chamados porque elas não conseguirão acessar os treinamentos e... bom, o resultado já dá pra imaginar, né? Correr pra contratar uma consultoria que resolva o problema de última hora, ter custos de urgência nem sempre previstos e talvez atrasar o plano de treinamento da equipe.

Bem, e você pode até dizer:

– Mas a empresa que eu trabalho não usa o Chrome!

Ou:

– É só usar outro navegador diferente!

Éééé… Não! A grande questão é que os outros browsers também vão ter o Flash Player descontinuado.

Ou seja, você e a sua empresa podem ter um problema nas mãos se não agirem logo.

E é por isso que se antecipar às mudanças é um ótimo caminho. Que tal começar agora? Preparamos algumas perguntas e respostas para te ajudar:

 

P “Como saber se um treinamento é em Flash ou HTML?”

R – Com o treinamento aberto, clique em alguma imagem com o botão direito. Caso seja exibido um menu flutuante parecido com esse aqui: 

Isso quer dizer que seu treinamento é em Flash!

P “Se um treinamento é em Flash, como eu resolvo esse futuro problema?”

R – A melhor opção é transformar todos os treinamentos de Flash em HTML!

P “E quem pode fazer essa transformação?”

R – Empresas/consultorias de e-learning especializadas, como a Happmobi. 😉

E essa transformação vai muito além de simplesmente mudar o formato para escapar do Flash: ela pode ser uma oportunidade de rever a forma como o conteúdo é mostrado, e até mesmo de reavaliar se os objetivos educacionais ainda funcionam, levando em conta o momento atual da empresa.

Caso você não desenvolva essa transformação com a Happmobi, fique atento na hora de contratar esse serviço, porque algumas consultorias podem te oferecer a simples conversão do swf para html, e isso pode gerar uma série de problemas de performance do curso, como:

  •      lentidão no carregamento das telas;
  •      sobrecarga no link da rede;
  •      travamento da peça;
  •      entre outros problemas que talvez nunca nem vimos!

E uma outra #HappDica é: se você começou há pouco tempo em uma empresa que desenvolve cursos e treinamentos online, procure saber do legado de treinamentos para não ser surpreendido, e começar o quanto antes a planejar essa mudança.

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre o impacto do fim da atualização do Flash nos treinamentos corporativos. Se precisar tirar alguma dúvida sobre esse assunto, conte com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *